Ecomarketing: O marketing da vida

O mundo corporativo é cheio de modismos, com tendências que vem e vão à mesma velocidade que os estilistas lançam suas propostas mirabolantes. Uma dessas tendências, porém, não é moda: o ecomarketing. Para os especialistas, é a única saída para quem deseja crescer com responsabilidade e senso de respeito ao coletivo.
Mas se a tendência é irreversível, o que no marketing verde é moda? Associar a empresa a uma ação de reflorestamento, mas mantendo a aquisição de lâmpadas que consomem mais energia, por exemplo, não é ser fazer marketing verde.

O que é o Ecomarketing?

Para que venhamos ter a noção do que é o ecomarketing, precisamos compreender que as empresas conscientes associam suas prioridades à principal das estratégias: crescer com responsabilidade ambiental. E para que isso de fato ocorra muitas estão mudando até o próprio negócio. Quem atua em segmentos cujos sistemas de produção vão impactar direta ou indiretamente o meio ambiente, não pode dizer que se preocupa com a natureza.
É hipocrisia agir assim. É lógico que você pode minimizar os impactos que sua empresa ou processo produtivo causa no meio ambiente. Mas afirmar que atua de forma decisiva para crescer pensando na natureza, é, no mínimo, um conto de fadas. No entanto, tem gente que gosta de enganar, de se enganar e de ser enganada.
Tecnicamente, porém, os gestores de comunicação têm responsabilidade na construção do conceito do ecomarketing. Para que uma organização se posicione estrategicamente, afirmando-se como empresas preocupadas com o meio ambiente, é preciso desenvolver uma cultura de comunicação capaz de integrar conteúdos de vários departamentos ligados ao meio ambiente e qualidade de vida.
Na verdade é uma ferramenta capaz de projetar e sustentar a imagem da empresa, difundindo-a com uma nova visão de mercado, destacando sua diferenciação ecologicamente correta junto à sociedade, fornecedores, funcionários e ao mercado. A isso chamamos de planejamento de comunicação e marketing verde ou ecomarketing.
Assim, os que pensam que desenvolver ações de marketing verde é oferecer agendas ou brindes que respeitam o meio ambiente estão não só enganados, como na contramão da moderna estratégia de comunicação internacional focada na responsabilidade ambiental. Implantar ações de ecomarketing é fazer muito mais que falar: é reposicionar-se numa sociedade que vem exigindo produtos que respeitem a natureza e não uma mera campanha publicitária. É mudar, antes de tudo, para que nem tudo mude.

Deixe seu comentário