Dia da inovação

Você sabia que existe o dia da inovação? É isso mesmo! Criado para comemorar os avanços da inovação, o dia 19 de outubro, com certeza passou despercebido, ao menos para a maioria dos brasileiros.

O Brasil ainda investe muito pouco em inovação, cerca de 1,4% do PIB  ou cerca de R$ 42 bilhões. Se comparamos com o investimento dos japoneses, em torno de 3% do PIB do Japão, o nosso é insignificante. Ainda investimos muito pouco em pesquisa e desenvolvimento, o que acaba comprometendo o desempenho dos produtos brasileiros nos mercados internacionais.

Se há muito que avançar, também há o que se comemorar. A pauta do dia da inovação ganhou visibilidade com a assinatura pelo presidente Lula de uma medida provisória, que dentre outras incentivos tributários, aperfeiçoou incentivos fiscais à inovação ao desonerar a subvenção econômica (Lei de Inovação e da Lei do Bem), cujos recursos não reembolsáveis são disponibilizados às empresas por meio de editais da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), vinculada ao Ministério da Ciência e Tecnologia.

A nova MP exclui da base de cálculo do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido os recursos recebidos pelas empresas a título de subvenção econômica. Ainda assim, o setor produtivo reconhece a lei como avanço no sistema de inovação.

E onde fica o Sebrae no dia da inovação?

O Sebrae Nacional anunciou investimentos de R$ 409 milhões para micro e pequenas empresas aplicarem em inovação nos próximos três anos. Os recursos vão subsidiar diretamente projetos em cinco categorias, que exijam aportes de até R$ 600 mil. Nos casos mais simples, os empresários podem ter acesso ao subsídio mesmo sem projeto inicial.

Os programas criados pelo Sebrae para incentivar soluções o dia da inovação nas empresas abrangem desde projetos de redução de desperdício até a adequação de produtos com foco na exportação. Em 2010, esses projetos receberam R$ 28 milhões. A partir do ano que vem, serão R$ 85 milhões, chegando ao dobro disso em 2013.

Os programas do dia da inovação devem beneficiar 48 mil empresas em todo o País, em três anos. Eles exigirão um total de R$ 787 milhões – R$ 409 milhões virão do Sebrae Nacional e o restante das próprias empresas e de parceiros como BNDES, governos e agências regionais do Sebrae.

Ah! E antes que a curiosidade “mate o gato”, a data escolhida para o Dia da Inovação é uma homenagem a Santos Dumont, que no dia 19 de outubro de 1901 circundou pela primeira vez a Torre Eiffel, em Paris.

Deixe seu comentário